domingo, 9 de abril de 2006

19 anos

Queria agora saber escrever
Ter o dom da prosa, da poesia, da crônica, da palavra em qualquer essência
Da rima ou da métrica ou da melodia
Estar à altura de todo sentimento que me assola
Queria conseguir escrever tudo o que sinto
Colocar nesta folha de papel
Mas não rabiscar
Tinha que ser belo
Tinha que ser emocionante
Ter o romantismo e a simplicidade e a alegria e a erudição e a emoção e o não precisar escrever porque simplesmente não é preciso

Queria lembrar quando começou
Queria lembrar como começou
Queria parar o tempo
Queria voltar o tempo
Mas quero mesmo é avançar o tempo
E abraçar novamente
E ver e rever todos os rostos
Cada olhar arregalado
Cada surpresa
Cada sorriso aberto
E não saber para onde olhar
E não saber para quem olhar
E querer saber tudo de todo mundo
E sentir tudo de novo
E lembrar que há dezenove anos eu sentia tudo isso sem perceber o quanto era grande e intenso e precioso

Queria que o mundo refletisse essa alegria
Queria transpirar essa inspiração
E mostrar ao mundo que não precisa muito para ser feliz
Basta um aconchego
Basta uma lembrança
Basta uma esperança
Basta um coração cheio de amigos
Amigos como vocês, que compartilham comigo cada aconchego, cada lembrança, cada esperança...

3 comentários:

Sérgio disse...

Brilhante Clau..
só quem sabe a força de uma amizade, sabe dar o devido valor a esse sentimento.
lindas palavras que não soam como surpresa para quem te conhece.
grande beijo

Antonoly disse...

Claudia, estou impressionado com a qualidade de seu blog, você escreve muito bem, sabe como prender a atenção de quem a lê!!
Parabéns e voltarei mais vezes!

Ricardinho disse...

Saber escrever não esta na forma da palavra ou na posição da folha, escrever é mais que um sentimento é sempre viver o momento e respeitar a essência da alma que escreve sem rabiscar o belo, o emocionante tendo a erudição romantica da simplicidade alegre da emoção de não escrever.
começa quando vc quer, como vc quer mesmo voltando ou parando o tempo, abraçando o arregaldo sorriso de surpresa de não saber pra onde olhar ou quem olhar, mas sentir o que sempre te fez lembrar os intensos e preciosos dezenove anos atrás.
o mundo reflete tuas aspirações, inspirações e transpirações de aconchego, lembrança, esperança, um coração criança levado e sapeca com vários amigos doidos por festa pra compartilhar cada aconchego, lembrança, esperança de te ver cada vez mais criança mostrando que o mundo não precisa muito pra ser feliz!!!
Vc simplesmente é uma inspiração quando resolve escrever, mil beijos Ricardinho!!!