quinta-feira, 18 de agosto de 2005

Pizza!

Pedi uma pizza para o jantar (vontade de comer besteira, sabe como é?). Só que ela chegou bem durante o JN. Isso mesmo. O pior é que foi bem na hora da cobertura do depoimento do Delúbio. Quase uma indigestão pré anunciada. Mastigava e tentava me encontrar em meio à confusão ao emaranhado investigativo. Duas CPIs, os mesmos investigados, os mesmos assuntos, as mesmas malas, o mesmo Valério, a mesma vergonha nacional. Me lembrei que não fiquei sabendo se saiu a tal "agenda mínima". Um deputado acusava o ex-tesoureiro de falar pouco para confundir e não se comprometer. Acho que as duas comissões combinaram de fazer o mesmo comigo: confundir e não resolver. "Quem sabe ela não muda de canal e esqueço o assunto?", devem estar pensando. Não consigo enteder como é possível que com o material já recolhido e apreendido, não exista uma fonte documental sequer que dê uma pista sobre os responsáveis de fato e a origem de tantos milhões que circularam e circulam por Brasília. Agora o jornal fala da reforma política. Menos tempo de campanha. Sem brindes, sem artistas e sem especificar punição para quem fizer caixa 2. Fim da pizza. Mas tá ruim de descer...

2 comentários:

Ock-Tock disse...

E ainda dizem que pizza, assim como sexo, mesmo quando é ruim, é bom...

Reb disse...

Menina você sabe que é tanta informação, mas tanta informação... cada hora é um babado diferente, um detalhe novo do escândalo, um novo rosto...
É que nem novela que tem muito personagem... rapidinho a gente se confunde, e acaba perdendo a paciência.
Perdi a minha.
Agora quero me dar o direito de ser um pouco alienada... eu trabalho duro, passo o dia inteiro me aporrinhando, chega de noite, o JN também vem me aporrinhar?
Chega... eu vou ver é Gilmore Girls, no 47 na NET. ;P
Beijos, linda!