segunda-feira, 20 de fevereiro de 2006

Com ou Sem Emoção?

As pedras rolaram! A esta altura acredito que todos já viram, ouviram ou leram que o show do Stones foi sensacional, que o público foi fantástico, que a estrutura foi (quase) perfeita e etc e tal. Eu simplesmente assino embaixo. Adorei! "A Singular Família Couto" fez-se presente em grande estilo. Pena que levaram meu celular ainda no show dos Titãs. Nada fora do previsto, oras, considerando que meu telefone sobreviveu bravamente a vários eventos públicos desde 2000, quando foi adquirido. Deu um traumazinho na hora e acabei praticamente não mexendo na câmera que também estava na bolsa. Só tirei duas fotos (quem me conhece sabe que isso é algo praticamente inimaginável) e também optei por evitar a cerveja e ficar só na água para evitar distrações maiores. Quando fomos para a areia o clima tava muito melhor do que o tumulto do vai-e-vem na Atlântica. Pulei, dancei, gritei, me acabei horrores. Muito bom mesmo! A única ressalva que faço à estrutura preparada para o show foi o final. Disseram pra galera não ir de carro e o povo surpreendentemente consciente realmente não foi de carro. Só que, com 1,2 milhões de pessoas caminhando em Copa, não tinha ônibus nem taxi que conseguisse passar (eles estavam parados em pontos "estratégicos esperando o fim do show - teoricamente funcionaria). Mas a verdade é que quem precisava deles para sair de Copa tava levando uma surra. Isso sem nem pensar no metrô. Eu e meus primos fomos caminhando para Botafogo e a polícia abriu o trânsito com a galera caminhando ainda bem no meio do túnel. Foi meio estranho, mas o pessoal tava tão adrenalizado "pro bem" que acabou dando tudo certo. Chegamos em casa e ainda pedimos pizza (os dois Bob's do caminho estavam obviamente lotados) e depois de mais bate-papo e goiabices, fomos dormir perto das 3 da manhã. Como disse o Mick: eté ei prrróussima!!!!

Um comentário:

Ock-Tock disse...

Acompanhei o show no conforto da poltrona, pois não sou muito amigo de pedras rolando, mas me impressionei com a quantidade de gente – foi muito legal mesmo ver aquela massa de cabeças e braços tão concentrada em Copacabana. No ano novo, essa galera fica mais dispersa, não temos idéia do “volume de gente”.

Quanto ao celular, não se grile: provavelmente o ladrão te fez um favor ao levar um modelo de 2000, fazendo você comprar um modelo mais moderno por um preço mais barato do que o roubado, na época que o comprou ;-)