quinta-feira, 20 de julho de 2006

Obrigada

Ser amigo é saber extrapolar
Romper alguns limites
Querer o bem da forma mais pura que se conhece
Amar sem o peso da paixão
A melhor amiga vira até irmã de sangue
E os privilegiados têm irmãos de sangue que também sabem extrapolar
Ter amigos nos faz redefinir ‘espaço’ e ‘tempo’
A distância não se mede em quilômetros
E o tempo passa a ser lembrança e esperança
E, assim, ‘saudade’ também deixa de ser a mesma
Falar de amizade é dar novo sentido a palavras que costumamos banalizar
Gratidão
Carinho
Renúncia
E ser feliz é ter o privilégio de
A cada dia
Poder ter ao menos um amigo por perto
Falar de amizade não é falar de pessoas
É sentir o peito encher-se de conforto e alegria
E daquela calma que só o amigo pode nos trazer
Serei feliz se
Ao chegar ao fim da vida
Puder sentir do coração cheio de rostos amigos

E ao ver seus rostos
Serei capaz de evocar pequenas lembranças

E reconhecer que vocês sempre extrapolaram
Todas as minhas expectativas
E terei paz se ver em seus olhos
Que eu também fui sua amiga
E em nossas vidas soubemos não permitir que tal ligação se corroesse
Não importa o tempo
Não importa a distância

5 comentários:

Sérgio disse...

de nada...
eu que agradeço voce ser, alem e acima de tudo, minha amiga...
Saudades
Bjs

Dinha disse...

Eu te Amo!

Dani disse...

Amigo... coisa tão rara hoje em dia, não? Não falo dos colegas ou conhecidos, falo de amigo MESMO. Do jeito que as pessoas estão, amizade parece ser artigo de luxo.

Bjs, Claudia! :-)

Michel disse...

Por que amigos sempre dá pra contar nos dedos de uma mão?

Gostei muito daqui, voltarei sempre.

Re disse...

Lindo! Amei! Saudades da minha amiga! Beijos!