segunda-feira, 19 de dezembro de 2005

Não há combinação de palavras
Nem certas nem erradas
Elas fogem, escapam
Pelo canto da boca
Pelas pontas dos dedos
Pela tangente dos olhos
O dia é cheio e a alma parece vazia
O hoje passa tórrido, longe da dádiva, do presente que o presente deveria ser
O pensamento está nos números
Nos prazos
No amanhã
Na distância
O que eu preciso fazer?
O que estou fazendo?
Quando isso vai passar?
Quero calma
Quero colo
Quero controle do meu presente
Quero uma inspiração
Mas existe a inspiração
Mais presente que nunca

Mais intensa do que nunca
Crescendo a cada instante no presente e no futuro
Mas ela foge, some, esconde-se entre tantos problemas cotidianos, pequenos e mesquinhos

que travam minhas viagens e delírios e palavras
E, por acaso, vem outra inspiração

Com a Inspiração do passado
Que, com sua lembrança, traz uma alegria perene
Preenche o peito
Conforta a alma
Reforça os sonhos e a vontade de realizá-los
Porque ComInspiração temos vida
Temos poesia
Temos música
Temos a praça (“que é do povo como o céu é do condor”) e o teatro e a marquise
Temos o que quisermos por nos temos dentro de nossos corações
Além e ainda, hoje temos, cada um, outras inspirações
Mas memórias comuns que nos revitalizam, nos fortalecem e, principalmente,
Continuam a nos inspirar

E lá se vai mais um dia... Tudo é uma questão de manter: a mente quieta, a espinha ereta e o coração tranqüilo... Pega, esse meu ombro, rega, se adormecer eu sei que o sono passou a perna... Deixando a profundidade de lado, eu quero é ficar colado à pele dela noite e dia, fazendo tudo de novo e dizendo sim à paixão morando na filosofia... Vem que eu digo que estou morto pr’esse triste mundo antigo, que meu porto meu destino meu abrigo, são teu corpo amante amigo em minhas mãos... Tudo o que move é sagrado e remove as montanhas com todo cuidado meu amor... Se você vier até onde a gente chegar, numa praça na beira do mar, num pedaço de qualquer lugar... Talvez você prefira Léo e Bia, talvez eu não devesse nem tentar, mas se eu não fizesse quem faria essa canção pra poder te contar?

Meus queridos
ComInspiradores, é um prazer enorme tê-los de volta à minha vida!

8 comentários:

Re disse...

Uau, que lindo... quase chorei, de verdade! Ando precisando de muita, muita inspiração!
Beijos gigantes eu Natal Maravilhoso!

Amigo Carioca disse...

Claudinha querida
Com mais um pedido pelo meu anonimato, queria te dizer que me emocionei com este texto. Tenho sempre vindo aqui ler suas postagens, mas evito os comentários. Hoje, entretanto, não resisti. Ah, e ainda tinha a questão do Natal!
Um feliz Natal pra você, muita harmonia em 2006, muita paz, saúde e sucesso pra você.
E pra mim tudo isso também, e mais: que eu consiga resolver minha vida. Que eu consiga saber, dentre os caminhos que trilhei ao longo da vida, quais era "cármicos" e quais foram minha simples escolha no uso sagrado do meu livre arbítrio. Grande questão essa, resolveria tudo, e eu parava de me debater...
Feliz Natal.

Ricardinho disse...

Nada mais contagiante do que ler um texto da mulher mais linda do universo!
Nada mais inebriante do ter certeza de que ela é a mulher perfeita, apesar de ñ querer ou não achar !
Nada mais maravilhoso que ter vc como amiga, companheira, cumplice e quem sabe confidente!
Seu texto expressa a confusão do seu final de ano q já vai dar lugar a outro muito melhor cheio de realizações e vitórias e só peço ao Grande Arquiteto Do Universo que possa estar presente em cada uma delas e vibrar contigo a alegria de ser feliz!!!
Pode ter certeza de q meu colo é sempre teu a hora q vc quiser, mil beijos MINHA LINDA !!!

Ferno disse...

Claudia, Feliz Natal!!! Bjs. Ferno

Harry disse...

Pensou q esqueci de voçê??? nada disso, pelo contrario, dificil é o dia q naum penso em ti...passei aqui pra te desejar Feliz Natal!!! bjos...ve se aparece...estarei te esperando...

Signorina Antonucci disse...

Muito lindo! Adorei o texto! sabe que adoro também quando você deixa recadinho lá no meu mundinho... :)

Um Feliz 2006 de muita paz, alegria e sonhos a se realizarem!

Bijus.

terragel disse...

CLAUDIA, embora nossos ventos online pouco tenham se cruzado neste ano, foi por esse mesmo vento que eu me lembrei de vc neste final de 2005.
Que em 2006 os ventos soprem a seu favor, trazendo realizações de todos os seus sonhos.
FELIZ CARNAVAL.

luma disse...

Feliz ano novo! Beijus