quarta-feira, 23 de novembro de 2005

Te amo

Leva... a brisa me leva para casa, ao colo
Unico, carinhoso e quente pólo. Uma
Ilha de calma, de serenidade, de
Zelo, de alegria, de amor. Dele,
O homem que segue, que luta, que brilha
Tanto que inspira. Que tem
A alma de mãe e o coração de irmão em um corpo de pai
Vivido, muitas vezes sabido, noutras tantas só um guri e, na
Intensidade do amor que sinto, peço em prece
Olha por ele, Pai, cuida dele, o meu pai, porque ele merece...

3 comentários:

Sérgio disse...

lindo...simplesmente lindo !
Sem palavras...
Parabéns !

Mauro Castro disse...

"burocrata" não deveria ser um termo pejorativo... Há braços!!

Poly disse...

Adorei ... beijos