quarta-feira, 30 de novembro de 2005

É.... dezembro....

As coisas estão tão deprimentes ultimamente que é difícil achar um assunto divertido ou alegre para escrever. O que fazer? Rodopiar, oras! “Navegar é preciso”, principalmente nessas horas de pouca inspiração. E bastam alguns cliques na blogsfera web afora (ou seria adentro?) e percebe-se já o clima de fim de ano no ar. Tem de tudo. Os que estão montando espécies de prestações de contas de 2005, os que preparam as listas de promessas para 2006, os que confessam seus traumas sobre ceias de Natal, fantasias de Papai-Noel, brigas de família, amigo-ocultos (ou amigo-secretos, pura questão geográfica) e reveillons, os que se revoltam com o consumismo inerente à estação, e os que exaltam a veia saudosista quase que desejando voltar à infância onde tudo era mais fácil (e era divertido tirar onda com as crianças menores desmistificando o Bom Velhinho).

O fato é que o dezembro chegou. Não sei bem se devo dizer “finalmente!” ou “já?!?!?”, afinal o passar do tempo é uma dimensão totalmente incompreendida por mim. O fato é que as luzinhas já se espalharam e se multiplicaram pela cidade. Listas de presentes (dentro dos minguados orçamentos pessoais disponíveis) já começam a ser rascunhadas. Sorteios de Amigo-Oculto já aconteceram e o calendário de encontros de fim de ano começa a se estabelecer (aliás, por favor se pronunciem: galera da RI2001 e as meninas do CSM!). Mas o fato que mais me impressiona – à despeito dos noticiários policiais, os quais neste post vou tomar a liberdade de ignorar – é que o comportamento das pessoas muda. Definitivamente.

Não vou entrar no mérito da questão do irritante comportamento recorrente que temos de querer mudar e sempre adiar, ou mesmo nunca iniciar a mudança (não que eu seja assim, né?). Apenas quero aproveitar esse momento. Curtir minha família. Paparicar meus sobrinhos. Encontrar meus amigos, meus amores. Rir muito dos micos e saias-justas que sempre rolam nessa época. Quero sugar a positividade que circula por aí para me inspirar e me abastecer de bom humor, energia, disposição. Será que tem algo errado nisso? E no meu otimismo, espero não ser a única.

12 comentários:

gué disse...

É normal nos sentirmos assim ao final de um ano, em que tudo voa, corre á mais de 200km/h, sem termos tempo nem de raciocinar direito sobre certos valores... por isso o natal que antes me encantava e me inspirava hj tb não me inspira mais , sei lá acho que perdeu a graça!!! comemorar um novo ano, quando as coisas continuam na mesma falo da vergonha que esta a politica brasileira, falo das guerras , falo da fome!

Ricardinho disse...

É realmente complicado falar de fim de ano ou um ano novo com todas as coisas que acontecem no mundo; sei que mesmo pertecendo a esta sociedade de consumo exgeradamente capitalista selvagem, mesmo assim ainda é bom ter por fim um ano e por início a vida, que nos prega surpresas maravilhosas e desastrosas e mesmo assim gastamos, compramos e agradamos a quem amamos, sendo então a coisa mais especial do mundo o fim de ano!!! Mil beijos Ricardinho

Signorina Antonucci disse...

Definitivamente agora pode-se dizer que é final do ano. Eu as vzs fico cansada quando começa a agitação de Natal e Ano Novo em outubro. Para mim, a arrumação da árvaore e td mais deve ser feita em 06 de dezembro - não é novembro e mto menos outubro. Mas é o final de mais um ciclo.
E sim, eu devo fazer uma prestação de contas/ 2005. ;)
Bijusinhos Linda.

terragel disse...

RITA, realmente é difícil flarmos de um próximo ano cheio de realizações, quando ainda ontem voimos que o crescimento de nosso país vai ficar abaixo do 3%, não precisamos de mais nada pra ficar sem esperanças. De qualquer maneira esse país ainda existe, mal ou bem por causa de nossa forte força mental de esperança, por isso eu te desejo Feliz Natal e que 2006 vc consiga realizar mais do que esse ano.
Bjs

terragel disse...

CLAUDIA, eu vim me desculpar por ter errado seu nome. Mil perdões.
CLAUDIA, CLAUDIA, CLAUDIA, CLAUDIA.
Vou escrever cem vezes, esse é o castigo que "fessorinha" deu pra mim.
Bjs

luma disse...

Claudia, esse mês junto com o mês de carnaval, são os meses mais curtos do ano. E temos que trabalhar em dobro! Haja energia para cumprir todas as tarefas! Bom fim de semana! Beijus

Anônimo disse...

http://semprembs.blog.uol.com.br

Tem razão. Já tem blogues cujo templat já e´com o bom velhinho.Tudo convenções. No entanto é importante para o convívio social. Sem isso o que seria?

Poly disse...

É isso aí...
Dezembro chegou ...
Hora de fazer um balanço do ano que se passou e planejar o próximo...
O mais impressionante é que sabemos que podemos mudar as coisas a qq momento...
Mas o ser humano é assim... Só começa dietas na segunda-feira e por aí vai ....
Quero todo ânimo para encarar esse período... São três semanas de comemorações intensas... começando com meu aniversário, seguido do Natal e na outra semana Ano Novo! Ufa! Eta período BOM!!!

CSM?!?!?!
Estou "vermelha, rosa e roxa" ... Nosso encontro não saiu, né!
Que vergonha... :o(
Será que ainda dá tempo?!?!?!?

Nihilus disse...

Consumismo ao rubro!!! YUHUUUUUUUU!!!

:)

Tou só a brincar para variar um bocadinho!

Um abraço

Curto o teu blog

nica disse...

Passei a olhar dezembro com outros olhos desde que me mudei pra cá. O significado das festas, agora que estou longe da família e de muitos dos meus amigos e pessoas queridas, se transformou. Agora é mais uma época de saudades, de nostalgia, do que de olhar pra frente. Sei bem o que você quis dizer no comentário que deixou no meu blog... Mas é assim mesmo! Beijão!

Dani disse...

Vim cair aqui no seu blog por puro acaso, mas gostei.
É bonito, leve, agradável, assim como sua maneira de escrever.

Dezembro é, para mim, um mês para reformular aquelas promessas que nunca cumpro, e reeditá-las, na esperança vê-las concretizadas no ano que se segue. É também aquele mês em que tento inutilmente fazer tudo o que não fiz durante o ano inteiro, como forma de me redimir pela minha falta de empenho em alguns setores... rs

Bjs!

Sérgio disse...

Definitivamente você não está sozinha e nem é a única.O momento é isso mesmo.Reflexão, fechamento de balanço, planos para o ano que se aproxima, diversão na medida certa e tudo mais que temos ainda direito.
Aproveite mesmo Cláudia ! O ano não foi fácil para ninguém, mas acredito que 2006 será muito melhor.O "cara" lá de cima vai estar olhando por ti e por todos os teus.Acredite !
Beijos...